PUBLI PREFEITURA DE GOIÂNIA CORONA TOPO PREMIUM
Logomarca
Nublado
º
min º max º
CapaJornal
Versão Impressa Leia Agora
Quinta-feira. 09/04/2020
Facebook Twitter Instagram

POLÍTICA

GOIÁS

Beze, suplente de Kajuru no Senado, é encontrado morto em hotel na Colômbia

Bezinho, como era conhecido, estava a passeio na cidade de Cartagena, durante o feriado de carnaval. Informações preliminares apontam que o empresário pode ter sofrido uma parada cardiorrespiratória

27/02/2020 às 10h00


POR Redação

facebook twitter whatsapp

O suplente de Jorge Kajuru no Senado, Benjamin Beze Júnior, foi encontrado morto na manhã desta quarta-feira (26/2), no quarto de um hotel na Colômbia, onde passava o feriado de carnaval. Bezinho, como era conhecido, estava a passeio na cidade de Cartagena, junto com os amigos Marcos Roberto Silva, presidente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-GO), e o apresentador Vicente Datena.

As primeiras informações apontam que o empresário não compareceu ao café da manhã e também não atendeu as ligações dos amigos. Preocupados, os amigos entraram em contato a direção do hotel, que abriu a porta do quarto, onde Beze foi encontrado morto na cama.

Beze, suplente de Kajuru no Senado, pode ter sofrido uma parada cardiorrespiratória

Ainda conforme os primeiros levantamentos, o suplente de Kajuru teria sofrido uma parada cardiorrespiratória e morrido enquanto dormia. Os companheiros de viagem relataram que Beze não havia se queixado de dores ou mal estar durante a viagem.

O traslado do corpo de Beze para o Brasil deve ocorrer nos próximos. A embaixada brasileira e a Polícia Federal já entraram em contato com a embaixada na Colômbia para o ajuste dos trâmites legais.

Kajuru lamenta morte de Beze nas redes sociais

Após ser comunicado sobre a morte de Beze, seu primeiro suplente, Kajuru publicou uma homenagem ao amigo nas redes sociais. Em um curto texto, o senador diz que Bezinho era um irmão.

“Sem palavras!!! Morreu meu segundo irmão e não primeiro suplente: Benjamim Beze, o Bezinho no colo de Deus, convocado pelo homem raríssimo que foi!!!”, escreveu Jorge Kajuru.

Política

Benjamin Beze tinha 68 anos e era natural de Anápolis. Ele era casado com Dulce e deixa uma filha de 23 anos. O empresário foi secretário de Indústria e Comércio no segundo governo de Iris Rezende (1990-1994).

Foi candidato a suplente pelo PRP em 2018, quando declarou patrimônio de R$ 19,1 milhões. De acordo com Kajuru, foi Beze quem financiou sua campanha eleitoral ao Senado. O segundo suplente de Kajuru é o vereador Milton Mercês, do mesmo partido.