ÂPUBLI ANÁPOLIS
Logomarca
Nublado
º
min º max º
CapaJornal
Versão Impressa Leia Agora
Sexta-feira. 27/05/2022
Facebook Twitter Instagram

GIRO ECONÔMICO | Ana Flávia Marinho

ECONOMIA

GIRO ECONÔMICO - 01 De Fevereiro De 2021

01/02/2021 às 07h00


POR GIRO ECONÔMICO | Ana Flávia Marinho

facebook twitter whatsapp

 

Smarthphones

Realme, que ultrapassou gigantes da indústria para ocupar o 7º lugar em termos de participação no mercado global, foi anunciada como a marca de crescimento mais rápido no mundo em 2020. A empresa de pesquisa Counterpoint anunciou em março, em seu último relatório de smartphone no quarto trimestre, que a Realme cresceu 65% (YoY) ano após ano, e vendeu 42 milhões de smartphones no ano passado. A Realme tem sido destaque na indústria de smartphones, empregando um método inovador tanto no aspecto do consumidor quanto no do produto para aumentar agressivamente sua participação no mercado. A jovem empresa começou o ano vendendo em apenas 35 mercados e terminou com aproximadamente 100% de crescimento, totalizando 61 mercados ativos até o final de 2020. Durante este tempo, expandiu sua base de usuários em 250%, de 25 milhões para mais de 50 milhões.

Criptomoedas

Primeira rede social de investimentos em criptomoedas do mundo, a plataforma brasileira Monnos disponibiliza para seus mais de 20 mil usuários o News Feed – um agregador de notícias globais sobre criptomoedas. E, nas próximas semanas, disponibilizará o acesso à ações de grandes empresas, como Apple, Amazon e Netflix em formato de tokens. O usuário poderá comprar frações de cada ação, as chamadas tokenized stocks.

Digital

A WEEL, primeira plataforma 100% online de antecipação de recebíveis do Brasil, chegou à marca de R$ 1 bilhão em créditos concedidos no País e agora planeja sua expansão no segmento de serviços financeiros digitais. Criada em 2015, a fintech já facilitou acesso a capital de giro para mais de 20 mil empresas brasileiras. Parte relevante deste montante foi concedida nos últimos quatro meses, através do programa PEAC-BNDES, criado pelo governo federal para auxiliar pequenas e médias empresas durante a crise econômica gerada pela pandemia da Covid-19. Para 2021, o plano da empresa é expandir sua atuação no segmento com uma abordagem baseada no lançamento de novos produtos, oferecidos sempre de maneira 100% digital. Após atingir a marca de R$ 1 bilhão em operações sob sua tutela, a fintech planeja o lançamento de uma nova plataforma de bank cloud, pensada para facilitar o processo de integração aos bancos, ampliando assim o acesso a informações de crédito coletadas e analisadas pelos algoritmos da WEEL.

Ataques cibernéticos

Cerca de 46% das empresas nacionais passaram a atuar em home office, o que contribuiu diretamente para a exposição de dados pessoais e empresariais na internet, e, consequentemente, para o aumento no número de cibercrimes. Em janeiro de 2020, antes da pandemia de Covid-19, foram registrados menos de 15 milhões ameaças cibernéticas, enquanto no final do ano o número chegou próximo aos 75 milhões. É o que mostra um relatório da Apura Cybersecurity Intelligence, uma das líderes mundiais em proteção e prevenção a cibercrimes, que traz um balanço dos ataques cibernéticos em 2020 e o que esperar em 2021. Durante o primeiro semestre de 2020, auge das medidas de isolamento em todo o mundo, houve um aumento de quase 50% em incidentes suspeitos de Internet das Coisas (IoT) em residências, e boa parte desses problemas poderiam ter sido evitados ou resolvidos.