Publi queimada
Logomarca
Nublado
º
min º max º
CapaJornal
Versão Impressa Leia Agora
Domingo. 14/07/2024
Facebook Twitter Instagram
COLUNISTAS

ESPORTE

MOTOVELOCIDADE

Governo articula volta do MotoGP a Goiás

Objetivo é trazer a etapa sul-americana da categoria principal do compeonato para Goiânia, no Autódromo Internacional Ayrton Senna

04/07/2024 às 15h30


POR Redação

facebook twitter whatsapp

Governo de Goiás assinou, na última segunda-feira (01/07), um protocolo de intenções com a empresa Dorna Sports, responsável pela realização das etapas do Campeonato Mundial de Motovelocidade (MotoGP), a maior categoria da Federação Internacional de Motovelocidade (FIM). 

O objetivo é trazer a etapa sul-americana da categoria principal do compeonato para Goiânia, no Autódromo Internacional Ayrton Senna, nos anos de 2026, 2027 e 2028, renováveis para 2029 e 2030. A primeira etapa ocorreria em março de 2026.

A comissão do Governo de Goiás, composta pelo secretário-geral de Governo (SGG), Adriano da Rocha Lima, e pelo secretário de Esportes e Lazer (SEEL), Rudson Guerra, reuniu-se com o presidente da Dorna Sports, Carmelo Ezpeleta, em Madri, na Espanha, onde fica a sede da empresa. 

Agora, o Governo de Goiás inicia a discussão das minutas jurídicas do contrato da etapa brasileira com a Dorna. A expectativa é que, se tudo ocorrer conforme o esperado, o contrato seja assinado entre a empresa e o Estado até o final do mês de agosto.

Para Adriano da Rocha Lima, a visita à Europa é estratégica para consolidar Goiás como um importante destino no cenário internacional da motovelocidade. 

“É sempre importante uma dose de prudência, há detalhes a serem discutidos, mas está tudo dentro daquilo que nós imaginamos. Assinamos o protocolo de intenções e já começamos a discutir o contrato”, destacou.

INVESTIMENTOS

Rudson Guerra ressaltou os investimentos feitos na infraestrutura esportiva desde 2019, o que credencia o Autódromo Internacional de Goiânia Ayrton Senna a receber um evento do porte da MotoGP. 

“Fizemos investimentos importantes em termos estruturais e de segurança no Autódromo. Prestes a completar 50 anos, no dia 28 de julho, o Autódromo passou recentemente por uma revitalização, que envolveu a pista, os boxes e os camarotes”, pontuou o secretário de Esportes e Lazer. “Conforme determinação do governador Ronaldo Caiado, Goiás será referência para o motociclismo mundial”, completou Rudson Guerra.

Desde o último sábado (29/06), a comitiva está em missão na Europa para garantir a realização dos grandes prêmios em Goiânia. A primeira parada foi em Groningen, na Holanda, onde os representantes goianos acompanharam o GP de Assen, uma das etapas mais prestigiadas do circuito mundial. Em seguida, a delegação se dirigiu a Madri, na Espanha, para a reunião desta segunda-feira.

Além das reuniões com diretores da Dorna Sports, há ainda a previsão de visita à embaixada do Brasil na Espanha na terça-feira (02/07). Goiânia anseia ser a sede da etapa sul-americana de motovelocidade, substituindo o GP da Argentina. A última edição da MotoGP no Brasil foi em 2004, no circuito de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro (RJ).

MOTOGP EM GOIÁS

Goiânia tem um histórico significativo na motovelocidade, tendo sediado as etapas de MotoGP nos anos de 1987, 1988 e 1989, no antigo Autódromo Internacional de Goiânia. A cidade anseia por voltar ao calendário internacional da motovelocidade, e a confirmação de novas etapas do GP em Goiânia promete trazer uma série de benefícios econômicos e sociais para a região, consolidando Goiás como um importante centro esportivo no Brasil.