PUBLI PREFEITURA DE GOIÂNIA DENGUE
Logomarca
Nublado
º
min º max º
CapaJornal
Versão Impressa Leia Agora
Terça-feira. 16/07/2019
Facebook Twitter Instagram

ENTRETENIMENTO

CONCERTO

Teatro Goiânia recebe concerto em homenagem ao Dia da Mulher

Espetáculo será nesta sexta-feira e tem entrada gratuita

08/03/2019 às 11h00


POR Redação

facebook twitter whatsapp

O Teatro Goiânia, unidade da Secretaria de Cultura de Goiás (Secult Goiás), abre as portas nesta sexta-feira, 8 de março, para receber a Orquestra Sinfônica com o espetáculo inédito e histórico “Orquestra Sinfônica Feminina – O Talento das Mulheres na Música de Concerto”, que homenageia o Dia das Mulheres, celebrado neste dia 8. A apresentação terá início às 20 horas e a entrada é gratuita.

No palco, o público será brindado com uma Orquestra Sinfônica completa, composta somente de mulheres, com regência da maestrina goiana Katarine Araújo, um dos mais proeminentes talentos femininos na regência no Brasil. O programa será variado, contando com obras clássicas (com destaque para a Abertura em Dó Maior da compositora alemã Fanny Mendelssohn) e populares.

A Orquestra Sinfônica Feminina será formada por musicistas das principais orquestras da cidade: Orquestra Sinfônica de Goiânia, Orquestra Filarmônica de Goiás, Orquestra Sinfônica Jovem de Goiás e Orquestra Jovem Joaquim Jayme. Como solista, haverá 10 instrumentistas e cantoras que se revezarão frente à Orquestra, executando os mais variados instrumentos e repertórios, mostrando o potencial e a força das mulheres em todos os aspectos da música de concerto. Nomes como Sabah Moraes (cantora), Nilzeth van Beethoven (violista) e Ana Paula Ferreira (trompetista) estarão dentre as solistas convidadas da noite.

O evento é promovido pelas secretarias de Cultura da Prefeitura de Goiânia e de Desenvolvimento e Inovação do Governo de Goiás, com apoio da Secult Goiás. A proposta é mostrar a crescente força das mulheres na música de concerto, em especial nas orquestras, um universo historicamente quase que exclusivamente masculino.

Goiânia foi pioneira na criação da Orquestra Sinfônica Feminina, que funcionou entre 1959 e 1961, numa iniciativa da pianista Belkiss Spenciéri, contando com a regência do maestro belga Jean Douliez. O êxito dessa orquestra foi enorme, com inúmeras apresentações em Goiânia e também uma apresentação em praça pública em Belo Horizonte, na presença do então presidente Juscelino Kubitschek. Foi a primeira iniciativa no gênero no Brasil e a segunda no mundo, sendo destaque em revistas e jornais brasileiros e em alguns países da Europa.