Logomarca
Nublado
º
min º max º
CapaJornal
Versão Impressa Leia Agora
Terça-feira. 22/09/2020
Facebook Twitter Instagram

ENTRETENIMENTO

BRASIL

Governo federal reabre visitação em parques nacionais pelo país

Reabertura deve acontecer de forma 'gradual e monitorada' e mediante cumprimento dos protocolos de segurança sanitária

26/08/2020 às 18h30


POR Redação

facebook twitter whatsapp

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) publicou uma portaria no Diário Oficial desta quarta-feira (26) autorizando a reabertura dos parques nacionais.

A visitação aos parques havia sido suspensa em março, no início da crise provocada pela Covid-19 no Brasil. Desde então, alguns parques já haviam reaberto, como o Parque Nacional de Jericoacoara e o Parque Nacional do Itatiaia.

Segundo o texto, a reabertura deve acontecer de forma "gradual e monitorada" e mediante cumprimento dos protocolos de segurança sanitária dos estados onde a unidade se encontra.

A reabertura deverá respeitar as medidas de prevenção e a retomada das atividades de turismo e atrativos naturais estabelecidos pelos estados e municípios.

Para as Unidades que detenham contrato de concessão de uso público, a reabertura da visitação deverá ser pactuada entre o Poder Concedente e a Concessionária.

Medidas de prevenção

A visitação pública será permitida desde que se cumpra uma série de normas estabelecidas pelo ICMBio. Será obrigatório o uso de máscara de proteção facial cobrindo a região do nariz e boca durante todo o período que o visitante estiver no interior da unidade de conservação.

Além disso, as unidades deverão disponibilizar álcool gel 70%, estimular e priorizar a venda on-line de ingressos, permitir agendamentos para evitar filas e aglomerações, fazer marcações no piso para promover o distanciamento de 2 metros entre as pessoas, além da limpeza e desinfecção constantes dos ambientes, entre outras medidas.

Nos lugares fechados como abrigos, auditórios, centro de visitantes, lojas de conveniência e souvenirs o número de visitantes deve ser reduzido para permitir o espaçamento mínimo de 2 metros entre as pessoas.