Logomarca
Nublado
º
min º max º
CapaJornal
Versão Impressa Leia Agora
Segunda-feira. 15/08/2022
Facebook Twitter Instagram

ENTRETENIMENTO

GOIÁS

Festa Literária de Pirenópolis terá edição híbrida e show de Toquinho

Durante três dias, de 23 a 25 de setembro, a cidade goiana de Pirenópolis recebe mais de 80 atividades gratuitas

22/09/2021 às 12h00


POR Redação

facebook twitter whatsapp

A 11a FLIPIRI – Festa Literária de Pirenópolis será realizada em formato híbrido, com ações presenciais e virtuais, com o objetivo de propor a superação do difícil momento da humanidade por meio da literatura, com o tema “E o mundo não acabou”. Durante três dias, de 23 a 25 de setembro, a cidade goiana de Pirenópolis recebe mais de 80 atividades gratuitas, entre lançamentos de livros, oficinas, debates, conversas, saraus e apresentações musicais e teatrais, que reafirmam o vigor e a necessidade da arte para os novos tempos.

A escolha do tema condutor da Flipiri deste ano busca promover uma reflexão sobre o momento atual da produção artística e das novas formas de convívio social. “É um título provocativo, para refletir sobre o papel da literatura nesse momento”, sugere o escritor e curador da festa, Maurício Melo Junior. “O artista não ficou parado nesta pandemia. Muita gente se dedicou a escrever e a criar novos mecanismos de veiculação. Não podemos fazer tudo o que sonhamos, mas estamos, mais uma vez, trazendo um instante precioso para Pirenópolis. Serão palestras, oficinas, livros, contações de histórias, teatro, música, tudo de bom que uma festa literária tem a oferecer”, resume.

A Flipiri promoverá lançamentos de vários livros de autoras e autores de várias localidades e das mais variadas vertentes, desde literatura infantil a musicalidade, com destaque especial à promoção das riquezas da região. Entre os convidados nacionais para o evento, estão o renomado escritor, psicólogo e professor Rossandro Klinjey, que apresentará a palestra-tema do evento “E o mundo não acabou”, e o cantor e compositor Toquinho, com um show de voz e violão em homenagem a Vinicius de Moraes no dia 24, às 21h30.

Além disso, a Flipiri reafirma seu compromisso com a sensibilização de novos públicos, conforme diz o prefeito de Pirenópolis, Nivaldo Melo: “Através das atividades estamos construindo uma rede literária oportunizando o acesso ao livro e à vivência com autores por meio de oficinas de formação e estímulo a leitura”. A décima primeira edição do evento será realizada de forma híbrida, com atividades presenciais e on-line, como forma de democratizar ainda mais a participação estudantil.

No dia 23 de setembro haverá itinerância virtual nas escolas da cidade – e presencial para as escolas rurais. A Flipiri alcançará, deste modo, mais de 5 mil crianças e jovens, como parte do esforço de sensibilização de novos públicos. “Como aguardamos o retorno da nossa Flipiri. Os livros, o carisma dos autores, as oficinas com professores, as produções e recontos dos alunos. Serão dias de intensa programação e envolvimento das escolas urbanas e rurais, formando leitores e promotores da leitura”, comemora a secretária de Educação do município, Márcia Aurea.

Com o gradual avanço da vacinação contra a Covid-19, a edição presencial da Flipiri se faz possível, mas não abre mão de um controle de acesso reforçado ao evento, observando rigorosamente as regras sanitárias vigentes de prevenção à doença pandêmica. Deste modo, a ocupação de lugares será restrita dentro do permitido pela legislação local com relação ao número de pessoas, haverá medição de temperatura e será disponibilizado álcool em gel em todos os locais onde acontecerão as atividades. As vagas, portanto, são limitadas e é necessário realizar inscrição prévia para participação em oficinas e palestras. Algumas atividades serão exclusivas para professores e alunos. Acompanhe no site do evento as informações sobre disponibilidade de vagas e formas de inscrição (www.flipiri.com.br).

A realização da FLIPIRI – Festa Literária de Pirenópolis é do Instituto Cultural Casa de Autores (ICA) e da Secretaria de Educação/Prefeitura de Pirenópolis. O evento tem correalização do Sesc-GO, com apoio das Secretarias de Cultura de Pirenópolis, Secretarias de Educação e de Cultura do Estado de Goiás, Academia Pirenopolina de Letras, Artes e Múscia (Aplam), Radar, Saneago e pousadas Quinta Santa Bárbara e Villaê e Vinícola Assunção.