PUBLI PREFEITURA DE GOIÂNIA DENGUE
Logomarca
Nublado
º
min º max º
CapaJornal
Versão Impressa Leia Agora
Domingo. 19/05/2019
Facebook Twitter Instagram

ENTRETENIMENTO

CONCURSO

Comida di Buteco 2019 será realizado de 12 de abril a 12 de maio

Celebrando 20 edições no Brasil e 12 em Goiás, o concurso terá como foco, em 2019, O “movimento dos 20”, com preço fixo de R$ 20,00 para os petiscos

11/03/2019 às 12h00


POR Redação

facebook twitter whatsapp

O concurso Comida di Buteco já tem data confirmada para este ano. Será realizado de 12 de abril a 12 de maio, com a participação de 42 estabelecimentos de Goiânia e Aparecida de Goiânia. A novidade em 2019 é que todos os petiscos dos concorrentes terão o valor de R$ 20,00. A escolha do valor fixo se deve à celebração dos 20 anos do Comida di Buteco no Brasil. Em Goiás, o concurso chega a 12 edições, sempre com foco em resgatar a cozinha de raiz, transformar vidas, estimular os pequenos estabelecimentos às novas criações, cumprindo assim um importante papel de fomento à cultura gastronômica de boteco, e claro, escolher o melhor boteco goiano. O tema para a criação do petisco foi norteado pelo movimento dos 20, que inspirou a tabela de preço fixa, ou seja, não haverá algo que norteie o uso de algum tipo de insumo, por isso a criatividade vai pesar bastante na hora do preparo das receitas inéditas do concurso.

O Comida di Buteco foi criado em 2000, na cidade de Belo Horizonte (MG). Em 2019, será realizado, simultaneamente, em 21 cidades brasileiras. O objetivo é estabelecer abril como o mês oficial dos butecos em todo país, integrando assim o calendário nacional, da mesma forma que já existem comemorações de São João, Carnaval etc. Com esse propósito, desde 2016 o concurso elege o ‘melhor boteco do Brasil’, dentre os 21 campeões locais.

Em junho, finalizadas todas as premiações locais, um comitê de jurados vai conhecer os vencedores de cada uma das 21 cidades, dará suas notas e, então, elegerá o melhor do País. Assim, o voto de cada um passa a ter uma importância ainda maior, visto que, o melhor da cidade vai concorrer ao título de melhor boteco do Brasil! Representa um grande momento na história do concurso e um passo que reflete em todo o segmento, reiterando a relevância desse perfil de estabelecimento para a cultura e gastronomia brasileiras: o boteco conduzido pelos donos e suas famílias, valorizando a comida caseira mesmo na alimentação fora do lar. O anúncio do melhor boteco do Brasil será em julho, em São Paulo (SP).

Como o Comida di Buteco é realizado
O Comida di Buteco não é festival. É um concurso! Cada participante cria um tira-gosto para concorrer. O público e um corpo de jurados têm de visitar os botecos, provar e votar. A média entre os quesitos avaliados garante o resultado da premiação. São avaliados, de 1 a 10, o tira-gosto (70% da pontuação), o atendimento (10%), a higiene do local (10%) e a temperatura da bebida servida (10%). O voto do júri vale 50% e do público 50%.

Uma empresa de pesquisas ficará responsável pela apuração dos votos nas 21 cidades e também do campeão nacional. Em Goiás, o anúncio dos vencedores será realizado na tradicional Saideira, que ocorrerá no mês de maio ou junho, em data a confirmar. É importante lembrar também que o Comida di Buteco escolhe o melhor ‘buteco’ goiano e do País, e não o melhor petisco.

Perfil dos botecos escolhidos
A organização do Comida di Buteco escolhe para participar do concurso os botecos considerados ‘espontâneos’. Trata-se daquele boteco em que o proprietário, obrigatoriamente, administra o negócio; sua história e seu dia a dia comungam com a identidade do dono, que na maioria das vezes conta com a força de trabalho de mais pessoas da sua família. O boteco espontâneo não faz parte de uma rede ou franquia de marca.

Resultados dos 20 anos
- 21 cidades de Norte a Sul do País
- Mais de 5 mil ‘butecos’ já participaram
- 5 milhões de votos
- 3.5 milhões de petiscos vendidos 
- 42 mil empregos gerados
- 80 milhões de pessoas impactadas
- 500 milhões de reais em mídia espontânea

As cidades e respectivas edições para 2019
Belém: 9ª edição
Belo Horizonte: 20ª edição
Brasília: 5ª edição
Campinas: 10ª edição
Curitiba: 5ª edição 
Florianópolis: 2ª edição
Fortaleza: 9ª edição
Goiânia: 12ª edição
Juiz de Fora: 9ª edição
Manaus: 9ª edição 
Montes Claros: 13ª edição
Poços de Caldas: 13ª edição
Porto Alegre: 5ª edição
Recife: 5ª edição
Ribeirão Preto: 10ª edição
Rio de Janeiro: 12ª edição
Salvador: 12ª edição
São Paulo: 8ª edição
São José do Rio Preto: 10ª edição
Uberlândia: 12ª edição
Vale do Aço: 12ª edição

Foto: Rogério Porto