Logomarca
Nublado
º
min º max º
CapaJornal
Versão Impressa Leia Agora
Terça-feira. 05/07/2022
Facebook Twitter Instagram

ECONOMIA

GOIÁS

Goiás deve assumir a quinta posição no ranking nacional de VBP

Em 2021, o VBP goiano totalizou R$ 102,2 bilhões; este ano, deve chegar a 105,6 bilhões. A agricultura responde por 71,1% do total, enquanto a pecuária fica com 28,9%. O VBP é um dos principais indicadores de desempenho do setor agropecuário no País

16/03/2022 às 19h30


POR Redação

facebook twitter whatsapp

Goiás deve assumir, este ano, a quinta posição no ranking nacional de Valor Bruto de Produção (VBP). A estimativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) aponta para um crescimento de 3,3% em relação ao ano passado.

Em 2021, o VBP goiano totalizou R$ 102,2 bilhões; este ano, deve chegar a 105,6 bilhões. A agricultura responde por 71,1% do total, enquanto a pecuária fica com 28,9%. O VBP é um dos principais indicadores de desempenho do setor agropecuário no País.

Para o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tiago Mendonça, o resultado premia o trabalho duro do produtor goiano e mostra que todos estão fazendo a sua parte para apoiar o setor no Estado. “É a primeira vez em muitos anos que Goiás ocupa a quinta posição no ranking nacional de VBP. Estamos superando as adversidades e evoluindo constantemente desde 2019. Queremos consolidar esta posição e ir ainda mais longe”, destaca ele.

Os dados do Mapa indicam que a soja é o produto que mais deve contribuir, em valores nominais, para o aumento do Valor Bruto de Produção de Goiás. O VBP da cultura deve sair de R$ 36,5 bilhões (2021) para R$ 38,2 bilhões (2022), saldo positivo de R$ 1,7 bilhão. Na sequência, também se destacam a cana (+R$ 1,4 bilhão), o milho (+R$ 1,3 bilhão) e o tomate (+R$ 1,1 bilhão).

Outros produtos chamam a atenção pelo percentual de crescimento. O VBP da batata, por exemplo, tem projeção de alta de 98,5% em Goiás, passando de R$ 221,5 milhões (2021) para R$ 439,6 milhões (2022). Já o VBP do café arábica deve aumentar 50,8%, chegando a R$ 426,8 milhões. E o da banana, 42,4%, atingindo R$ 502,8 milhões.

Ainda de acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a estimativa para o VBP total do País, em 2022, é de R$ 1,2 trilhão. O resultado representa um crescimento de 3,1% — salto de R$ 36,5 bilhões em relação a 2021.