Logomarca
Nublado
º
min º max º
CapaJornal
Versão Impressa Leia Agora
Domingo. 25/10/2020
Facebook Twitter Instagram

PONTO & VÍRGULA | Marcelo Heleno

POLÍTICA

Coluna Ponto & Vírgula - 14 De Janeiro De 2020

14/01/2020 às 13h53


POR PONTO & VÍRGULA | Marcelo Heleno

facebook twitter whatsapp

Dez mil votos de Anselmo

O decano vereador de Goiânia tem razão em demonstrar, mais uma vez, a sua preocupação com a formação da chapa tucana para outubro. Sem cabo eleitoral, sem presidente estadual e com o vazio que tomou conta de tudo no PSDB, aumenta o temo de quem apostar na sigla. O interessante é Anselmo dizer que não adiante ter 10 mil votos e não ser eleito por causa da sigla. Dos atuais vereadores, dificilmente alguém chegará a esse patamar. Nem ele, com sua experiência.

Em tempo

Anselmo é o candidato à reeleição com maior votação em 2016. Lembrando que o mais votado, Jorge Kajuru, hoje é senador. A segunda, Dra. Cristina, é candidata a prefeita. O terceiro, Vinicius Cirqueira, é deputado estadual. E o quarto, Rogério Cruz, não deve disputar.

O fracasso de Darrot

O anúncio de licença da presidência do PSDB é a maior declaração tucana de fracasso na preparação para as eleições municipais. Quando assumiu, o prefeito de Trindade falava, animadamente, da busca de novas lideranças, da oxigenação da sigla e do crescimento. Nesse roteiro, estava a defesa do legado deixado por 20 anos de comando em Goiás. Com o exílio de Marconi, a conversa ficou meio sem pé, nem cabeça. A preocupação com a eleição de Trindade é a prova de que Darrot e o PSDB jogaram a toalha. Para essa eleição e para a próxima, estadual. Não faz sentido largar um projeto estadual para cuidar do seu quintal.

Ausência sentida

Quando foi derrotado, em 1998, Íris Rezende se recolheu às suas fazendas, mas esteve ativo aconselhando e mostrando caminhos, mesmo sem aparecer na linha de frente. Na ressaca tucana, restam poucos soldados, pouca munição e uma escassa artilharia. Sem nenhuma vontade de atacar. Todos seguindo o exemplo dado pelo líder, que parece ter batido em retirada.

 Regra três

Falando em vontade, Major Araújo deve ser cobrado por mais empenho no projeto para disputar a prefeitura de Goiânia. Pode pintar substituição. Uma das saídas estudadas no partido é o apoio ao nome de Virmondes Cruvinel (Cidadania). A mãe de Virmondes, Rose Cruvinel, foi vice na chapa do Delegado Waldir, em 2016.

 Aposta 

Carlos Sulim pode ser a grande aposta do PSL para disputa de uma vaga na Câmara de Vereadores de Goiânia.

 Conta que não fecha

MDB sonha em filiar mais sete vereadores na janela que será aberta em abril. O que mais assusta os pretendentes é a necessidade de conseguir 7 mil votos para garantir a reeleição.

 Mais uma candidata

Mariana Lopes é o nome definido o PSOL para concorrer à Prefeitura de Goiânia. Se junta a Adriana Accorsi (PT) e Dra Cristina (indo para o PL).

Virou quase grande

De ex-vereador de Planaltina a dirigente partidário nacional, Eurípedes Júnior cresceu junto com o PROS. No final de semana, depois de enfrentar denúncia de agressão por parte da própria filha, foi destituído do comando, sob acusação de uso do dinheiro partidário para negócios particulares.

 Rachou mais

 Luciano Bivar aponta o gordo fundo partidário como razão para o racha dentro do PSL. Mais água na fervura no que já está ruim.

 No front

Jair Bolsonaro quer encabeçar a busca de assinaturas para a formação do Aliança Pelo Brasil. A nova sigla deve conseguir o registro até abril para concorrer às eleições municipais. O prazo é curto e tudo está sendo trabalhado para a reeleição de Bolsonaro, que sonha eleger 100 deputados federais no embalo de sua reeleição, em menos de três anos.

 Segundo golpe

Depois do Prêmio Camões conquistado por Chico Buarque, o documentário “Democracia em Vertigem” vai concorrer ao Oscar. Prova de que a cultura consegue sobreviver sempre.

 Vertigem

O documentário tende à esquerda e chega a ser panfletário em alguns momentos, mas mostra problemas que atingiram as gestões petistas e é um filme muito bem construído. Que pode e merece ser visto por quem gosta de política e do Brasil.

 A história se repete

Na ditadura, os “subversivos” se espalharam pelo mundo e fizeram sucesso com Gilberto Gil, Caetano Veloso, Taiguara, Chico Buarque. Toquinho etc  etc etc. Enquanto isso, por aqui, brilhavam Don & Ravel. Nos novos tempos, os artistas que orbitam pela esquerda continuam brilhando. Do outro lado, nem Alexandre Frota resistiu.

Fui

Do Terrão ao Maracanã, Michael chega ao Rio como mais um candidato a ídolo da maior torcida do Brasil. Que bons ventos o levem.

 Marimbondo

O Atlético mexe na caixa, ao trazer o goleiro Jean, envolvido com agressão à mulher no final do ano passada, o que levou à suspensão de contrato com o São Paulo. Uma nova chance sempre será importante. Que o jogador e o clube tenham estrutura para fazer isso de forma positiva.

 

 

 Alerta

Em contato com a coluna, o oftalmologista Humberto Borges lembra que o diabetes pode levar à cegueira. A retinopatia diabética atinge a região do olho onde se formam as imagens, que são transmitidas ao cérebro. 40% dos diabéticos tem potencial para desenvolver o problema. Mais um mal silencioso e irreversível, que só pode ser controlado e tratado a partir de um diagnóstico feito a tempo. A visita a um especialista, pelo menos uma vez por ano, é o melhor caminho, segundo ele.

 

 

Frase do dia

“A democracia está em vertigem em todo o mundo.”

(Petra Costa)