PUBLI PREFEITURA DE GOIÂNIA CORONA TOPO PREMIUM
Logomarca
Nublado
º
min º max º
CapaJornal
Versão Impressa Leia Agora
Sexta-feira. 29/05/2020
Facebook Twitter Instagram

NOTÍCI@PURA | Divino Olávio

POLÍTICA

Coluna Noticia Pura - 26 De Novembro De 2019

26/11/2019 às 14h30


POR NOTÍCI@PURA | Divino Olávio

facebook twitter whatsapp

Primeiro ano do governo Caiado frustra expectativas adversárias

Faltando 35 dias para completar o seu primeiro ano, o governo de Ronaldo Caiado não pode reclamar do saldo obtido nesse período, tanto no campo administrativo quanto político. Comeu o “pão que o bicho amassou” nos primeiros seis meses, conforme o ditado, em decorrência do acúmulo de problemas herdados do antecessor. Compromissos e dívidas a perder de vista, folha de dezembro por pagar, receitas aquém dos compromissos, estradas esburacadas e pressão de todos os lados. Para complicar, o governo ainda sofreu forte derrota na eleição da mesa diretora da Assembleia Legislativa, fruto de escorregada da coordenação política. A oposição cresceu na Casa, onde não se aprovava nada que fosse de interesse do Executivo. Mas a situação se inverteu no segundo semestre e o último dos projetos do Governo enviados à Casa, o de reforma da Previdência estadual, deve ser votado em 2020, que segundo previsões de alguns parlamentares, não encontrará resistências incontornáveis.  

O governo, contudo, conseguiu entrar no segundo semestre em situação mais confortável, ao quitar a última parcela da folha de dezembro. Obteve liminar no STF, suspendendo por seis meses o pagamento das parcelas das dívidas para com a União. Construiu uma base de apoio forte na Assembleia, formada por mais de 30 dos 41 deputados na Casa, o que lhe foi possível aprovar todos os seus projetos de seu interesse, dentre eles, o que autorizou a fazer uso de quase dois R$ 2 bi de recursos dos depósitos judiciais, o que lhe deu uma folga de caixa. Em breve, deverá receber uma boa quantia proveniente do leilão do Pré-Sal, sem contar a liberação de mais um R$ 1 bi a título de empréstimo, que segundo o deputado José Nelto (Podemos), será feito em um dos bancos oficiais.

Mas em meio ao mar de corrupção e roubalheira no poder público, em Goiás, o governador vem chamando a atenção da população, ao não transigir com notícias de malversação de dinheiro público. Nos poucos casos de supostas tentativas até agora, os suspeitos foram todos exonerados.  

Em análises por essa ótica de que os adversários do governo que pareciam torcer para que tudo desse errado na administração do democrata, pode-se dizer que o novo governo frustrou as expectativas dos adversários.

Pensando em 2022

Embora seja ainda cedo para se especular projetos para 2022, pela clareza das posições na situação e na oposição, sendo que ainda não tem qualquer sinalização para daqui três anos, o que hoje pode ser considerado certo é que de um lado, possivelmente buscando a reeleição ou, quem sabe, a Presidência da República, estará Ronaldo Caiado, do outro lado, ainda não se sabe.   

Telefonemas

Notícia que circulava no meio político no final da tarde de ontem dava conta de telefonemas disparados para prefeitos do seu partido, o PSDB, que já haviam decidido a se filiar em outros partidos, especialmente no PP de Alexandre Baldy e do deputado Adriano Avelar.

 Idem o PTB

Futura direção estadual do PTB a partir dos próximos dias, que após tomar conhecimento de que o partido é o segundo no ranking  dos que mais estão perdendo prefeitos para o PP, nesse final de ano. Leiam-se Líncoln Tejota, vice-governador e o vice-presidente da sigla, Luiz Sampaio, que é também o atual vice-presidente da Agehab.

Nelto vê Moro no Podemos

Pelas previsões do líder da bancada do Podemos na Câmara, deputado José Nelto, na hipótese de não assumir a vaga de ministro no Supremo Tribunal Federal (STF), que será aberta em 2020, com a aposentadoria do decano Celso de Melo, o atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro – ex-juiz da Lava Jato –, deverá disputar a Presidência da República, em 2022. José Nelto prevê também que o partido mais provável ao qual o ministro se filiará, nessa hipótese, será o Podemos. A conferir.  

Bicho papão de Rio Verde

Quadro ainda confuso em Rio Verde, por conta da pouca disposição das lideranças de oposição, para não ter que enfrentar o prefeito Paulo do Vale (sem partido), em 2020. Expulso do MDB por ordem do presidente do partido, Daniel Vilela, pelo apoio a Ronaldo Caiado (DEM) e não à candidatura do seu partido, na época, Paulo do Vale (foto) vem sendo considerado o “bicho papão” da eleição de 2020. Diferentemente do que saiu publicado aqui há uma semana, o deputado Lissauer Vieira (PSB) deve apoiar a reeleição de Paulo do Vale.

 

 

No PSD

Pressionado a aceitar concorrer pela oposição, por ser considerado o melhor nome desse segmento, em condições de competir com a candidatura à reeleição de Paulo do Vale, o ex-prefeito Juraci Martins ainda não respondeu se aceita a missão.  Entretanto, há quem acredite estar percebendo sinais positivos nesse sentido. Se aceitar a concorrer, Dr. Juraci, como é mais conhecido na região, por ser médico, deverá disputar pelo PSD.   

Vanderlan no PSD

Insatisfeito com a aproximação do seu partido, o PP, com o governo Caiado, o senador Vanderlan Cardoso deverá mesmo deixar o partido em breve, com destino provável ao PSD de Gilberto Kassab e de Vilmar Rocha. Ex-prefeito de Senador Canedo, Vanderlan tem a pretensão de disputar a sucessão do governador Ronaldo Caiado, em 2022.

 Pescando na piracema

Presidente do Diretório Estadual e fundador do PSD, Vilmar Rocha anda “pescando”  em águas turvas, em busca de “peixes” de grande porte nesse fim de ano, em que pese ser época de piracema. É bom tomar cuidados para não ser multado pelos órgãos de fiscalização.

 Prisão após 2ª instância

Deputado José Nelto disse não ter nenhuma dúvida da aprovação em plenário da Câmara, da proposta que estabelece prisões após o julgamento em segunda instância. Seja via alterações de artigos do Código de Processo Penal (CPP) ou Projeto de Emenda Constitucional (PEC).

 Goianos a favor

Segundo levantamento publicado no Estadão desse domingo, dos 17 deputados da bancada federal de Goiás, 16 disseram favoráveis à prisão em segunda instância. Apenas o deputado Rubens Otoni (PT) promete votar contra a proposta, segundo o jornal paulista.  

 Senadores também

Ainda conforme levantamento do Estadão, no Senado, os três representantes de Goiás se posicionaram a favor da proposta de mudanças para permitir a prisão em segunda instância. São eles: Jorge Kajuru (PSB), Vanderlan Cardoso (ainda no PP) e Luís do Carmo (MDB).

 Fusão à vista

Governador do Estado de São Paulo, João Dória Filho (PSDB), defendeu a fusão entre o seu partido e o Democrata de ACM Neto e Ronaldo Caiado, já para as eleições municipais de 2020.

  Sem ambiente

Pessoas mais próximas do governador Ronaldo Caiado preveem que na hipótese de consolidação da fusão DEM – PSDB, para a criação de um novo partido, ele [Caiado] não irá para a nova sigla. Naturalmente que por falta de ambiente para convivência com o antecessor e principal adversário, Marconi Perillo.  

Dobradinha

O vice-governador Lincoln Tejota e o vice-presidente da Agehab, Luiz Sampaio, atuam em dobradinha no atendimento a prefeitos que demandam soluções para os seus municípios, em áreas como a de habitação. Foram para 20 prefeitos atendidos em pouco mais de uma semana, dentre eles, os de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha; Catalão, Adib Elias e de Anápolis, Roberto Naves.  Com o apoio do governador Ronaldo Caiado, naturalmente.

 Lançamento em Piranhas

Foi lançado festivamente como pré-candidato a prefeito de Piranhas, na região do Mato-Grosso goiano, o enfermeiro e professor Gerlan Cândido Moraes, pelo Podemos. De família tradicional e pessoa muito estimada na cidade, Gerlan é considerado grande promessa na eleição do próximo prefeito “piranhense”. O evento se deu no último dia 23, com a presença do presidente estadual do partido, deputado José Nelto.  

Câmara homenageia

A Câmara Municipal homenageia nessa quarta-feira, 27, com o Diploma de Reconhecimento de Méritos, a musicista e regente Maria Lucy Veiga Teixeira e o superintendente regional do Sesi, Paulo Vargas. A iniciativa é parte das comemorações dos 85 anos da Associação Goiana de Imprensa (AGI). O ato será às 19:30, em sessão especial do Legislativo goianiense, que será presidida pelo presidente da Casa, Romário Policarpo. Segundo o presidente da AGI, jornalista Valterli Guedes, também receberão os diplomas, na ocasião, os jornalistas Sandra Tocarsky e Deovham Lima, da área de Comunicação do Senai. A professora Maria Lucy Veiga (foto) é uma das fundadoras do Conservatório Goiano de Música da UFG, em 1955.