PUBLI PREFEITURA DE GOIÂNIA DENGUE
Logomarca
Nublado
º
min º max º
CapaJornal
Versão Impressa Leia Agora
Quarta-feira. 26/06/2019
Facebook Twitter Instagram

CIDADES

SENADOR CANEDO

Recém-nascidos da Maternidade Municipal receberão alta já com as primeiras vacinas

Nascem em torno de 150 bebês por mês na unidade de saúde de Senador Canedo

11/06/2019 às 17h00


POR Redação

facebook twitter whatsapp

Teve início nesta segunda-feira, 10 de junho, a vacinação BCG e de Hepatite B nos bebês recém-nascidos da Maternidade Municipal de Senador Canedo. Em média, nascem em torno de 150 bebês por mês na unidade de saúde, e a inclusão da imunização traz uma proteção maior para os pequenos, seguindo as determinações do Ministério da Saúde, e também mais comodidade para as mães. O Programa Nacional de Imunização recomenda atualmente a vacinação universal das crianças contra hepatite B, que pode ser aplicada simultaneamente com a vacina BCG, e quanto mais cedo melhor.

  

BCG

A BCG protege contra as formas graves de tuberculose. A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível que afeta principalmente os pulmões, mas pode ocorrer em outras partes do corpo, como gânglios, rins, ossos e intestinos. Ela é causada por bactérias e transmitida pelo ar. Em casos graves, pode causar dificuldades para respirar, eliminação de grande quantidade de sangue, colapso do pulmão, fraqueza e levar a morte.

A vacina BCG é aplicada na maternidade, após o nascimento, por uma injeção no braço direito. Uma única dose é necessária, mas o Ministério da Saúde recomenda que seja aplicado o reforço entre seis e dez anos de idade.

Após cerca de um mês de aplicação da BCG, ocorre a reação da vacina, identificada como uma marquinha no local. A lesão cicatriza sozinha.

Hepatite B

A hepatite B é uma doença causada por vírus e que provoca mal-estar, febre, dor de cabeça, fadiga, dor abdominal, náuseas, vômitos e aversão a alguns alimentos. Ela é conhecida por deixar a pele do doente amarelada.

A doença é grave, pois pode levar a uma infecção crônica (permanente) do fígado e até ao câncer no fígado. A segunda dose deve ser aplicada com um mês de idade e a terceira dose, com seis meses.

Vacinação infantil para prematuros

Para bebês prematuros, as regras de vacinação na maternidade não necessariamente são as mesmas. A vacina BCG só deve ser aplicada quando a criança atingir peso superior a 2kg. No entanto, a dose deve ser administrada o mais cedo possível, preferencialmente quando ainda estiver na maternidade.

Já para a vacina contra hepatite B, a regra é a mesma: a vacina deve ser aplicada nas primeiras 12 horas de vida. No entanto, em bebês com menos de 2 kg ou idade gestacional menor do que 33 semanas, indica-se o total de quatro doses e não de três. A última deve ser dada ao completar seis meses de vida.

 
Fotos: Michel Alves