PUBLI PREFEITURA DE GOIÂNIA DENGUE
Logomarca
Nublado
º
min º max º
CapaJornal
Versão Impressa Leia Agora
Terça-feira. 16/07/2019
Facebook Twitter Instagram

CIDADES

MULHER

Mulheres representam 53% das colaboradoras em supermercado e 51% estão em cargos de liderança

Na empresa, a tabela salarial é igual para ambos os sexos, não há distinção

12/03/2019 às 18h00


POR Redação

facebook twitter whatsapp

As mulheres dominam o mercado de trabalho e representam 51,7% da força de trabalho no país e possuem 37,8% dos cargos gerenciais, segundo dados do IBGE. O cenário é semelhante na rede de supermercados Bretas, que tem 53,73% dos postos comandados por ela. São 4.327 mulheres de Goiás e Minas Gerais com carteira assinada. Além disso, 725 mulheres possuem cargos de liderança da empresa o que representa que 51% das decisões estão em mãos femininas. Do total, 55,97% delas declaram ter filhos ou dependentes.

 

Os números do empoderamento feminino no Bretas são superiores aos números nacionais graças à própria inquietação das mulheres em busca de melhores oportunidades somada à política diversidade e inclusão adotada pela companhia.

 

Na companhia, a tabela salarial para homens e mulheres é a mesma, não há distinção. Só em 2018 o número de mulheres promovidas foi 639 no Bretas. Outra curiosidade é a faixa etária. A maior delas possui entre 20 e 30 anos (1.885), seguido pelas mulheres entre 31 e 45 anos (1.645) e entre 46 a 55 anos (385).

 

Há 12 anos no trabalhando no supermercado, Lívia Teixeira, 31, já descobriu que, para uma mulher, ocupar um cargo de liderança é natural. Ao longo de 2018, 639mulheres foram promovidas no Bretas. Hoje Lívia é gerente de loja e coleciona algumas histórias que envolvem superação e resiliência. “Uma cliente já pediu para falar com ‘o gerente’ e, ao saber que o cargo era ocupado por uma mulher, desistiu. Ela saiu afirmando que se fosse um homem no meu lugar a loja não teria nenhum dos problemas que ela apontava”, relembra, ressaltando que a crítica vinha de uma mulher machista.

 

Entretanto, os desafios do dia a dia são combustíveis para o trabalho. Lívia alia a vida profissional à de mãe e esposa, e sabe que não deixa nada a desejar. “Eu vejo tudo isso como uma motivação. Sei que posso fazer tudo e mais que um homem faz e, quando vejo que há poucas mulheres em determinada atividade eu tento fazer mais e provar que somos capazes.”

 

Igualdade

O Bretas que integra a Cencosud Brasil, quarta maior supermercadista do país, possui uma política de inclusão que valoriza a diversidade. No dia a dia o preconceito não têm espaço. “Contratamos mulheres para todos os cargos, tanto operacionais como administrativos. Não fazemos diferenciação de gênero justamente por entender que as habilidades e competências são maiores que isso”, explica o gerente de recursos humanos do Bretas, Wanderson Ferreira.

 

Entre as ações do grupo, destaca-se a comunidade da Diversidade e Inclusão que prevê reuniões mensais com líderes de todos os países onde a Cencosud está presente para debater temas relacionados. Além disso, vídeos educativos são divulgados para todos os colaboradores com temas sobre a igualdade de gênero e combatendo expressões preconceituosas que estão no dia a dia. A luta contra o preconceito está fortemente presente no Código de Ética, compartilhado entre os colaboradores e parceiros e, caso alguém se sinta ofendida, há canais diretos de denúncias. Ofensas não são toleradas.