Logomarca
Nublado
º
min º max º
CapaJornal
Versão Impressa Leia Agora
Domingo. 25/10/2020
Facebook Twitter Instagram

CIDADES

GOIÁS

Governo de Goiás intensificará fiscalização para conter aglomerações nas cidades turísticos

Goiás Turismo vai se reunir com Ministério Público, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, prefeituras e empresários para avaliar a força-tarefa

14/10/2020 às 11h00


POR Redação

facebook twitter whatsapp

O Governo de Goiás pretende traçar novas medidas para conter aglomerações nas cidades turísticas, avaliando os resultados da força-tarefa realizada no feriado prolongado do Dia da Padroeira do Brasil. De acordo com o presidente da Goiás Turismo, Fabrício Amaral, o último feriado foi mais tranquilo em relação ao de 7 de setembro, quando foi registrado um grande número de pessoas em alguns destinos.

Para ele, a força-tarefa teve o intuito de garantir o cumprimento dos protocolos sanitários adotados para conter a propagação do novo Coronavírus. Essa atividade envolveu Goiás Turismo, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Ministério Público do Estado de Goiás, Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos (AGR) e prefeituras municipais.

Porém, Fabrício Amaral informou que houve problemas pontuais, como em Caldas Novas e Pirenópolis, que logo foram resolvidos. Ele destacou a importância da atuação da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, que destinaram um efetivo de mais de 400 militares nas barreiras sanitárias, além do comprometimento das prefeituras e empresários.

“Agora iremos avaliar e rediscutir as ações com o Ministério Público, Polícia Militar, Bombeiros e prefeitos. Esse trabalho continua em todos os feriados até que tenhamos uma vacina”, assegurou.

Balanço

Além das barreiras sanitárias em 11 localidades (Aruanã, Britânia, Buriti Alegre, Aragarças, São José dos Bandeirantes, Pirenópolis, Caldas Novas, São Simão e Alto Paraíso, distritos de Itacaiú e Luiz Alves), a Polícia Militar informou que foram realizadas 885 abordagens a pessoas e 681 a veículos até esta terça-feira (13/10), quando foi encerrada a força-tarefa. 

De acordo com os dados das prefeituras, repassados à Goiás Turismo, Caldas Novas registrou 90% de ocupação das reservas liberadas em hotéis e pousadas. No geral, a avaliação foi positiva. Um único clube descumpriu os protocolos, a fiscalização foi enviada e o parque foi autuado por não adotar medidas contra aglomerações de visitantes. Em Rio Quente, as autoridades locais informaram que não houve tumulto.

No município de Três Ranchos, a movimentação foi intensa, principalmente de famílias que possuem residências no município. Na cidade de Goiás, houve fechamento de ruas e a ação de fiscais na entrada do município inibiu aglomerações. Já em Pirenópolis, muitos turistas foram barrados logo na entrada porque não tinham reservas em hotéis. No sábado (10), houve registro de aglomeração da Rua do Lazer, que, em pouco tempo, foi contida.

Transporte de passageiros

A AGR também intensificou a fiscalização nas rodovias que dão acesso aos municípios turísticos para garantir a segurança dos usuários. Ao longo do feriado, foram autuadas duas empresas interestaduais por transporte irregular de passageiros em trechos no território goiano. O gerente de Transportes da AGR, Delano Pádua Pacheco, considerou o trabalho tranquilo. “Os fiscais constataram baixo fluxo de transporte por fretamento para o turismo e um grande número de veículos de passeio”, apontou, ao apresentar o balanço da operação.

No total, AGR realizou 57 abordagens, promovidas pelas três equipes que trabalharam em conjunto com a Polícia Rodoviária Estadual. Somente no sentido de Caldas Novas, foram 34 paradas de veículos para fiscalização, em seguida vieram a região do rio Araguaia (14) e Pirenópolis (9). 

Em Pirenópolis, a equipe da AGR trabalhou na barreira sanitária à entrada do município e no Ponto de Apoio ao Turista, em conjunto com a Secretaria de Turismo e a Polícia Rodoviária Estadual. Nenhuma irregularidade foi constatada no transporte realizado durante a operação com destino à cidade turística.