PUBLI PREFEITURA DE GOIÂNIA CORONA TOPO PREMIUM
Logomarca
Nublado
º
min º max º
CapaJornal
Versão Impressa Leia Agora
Sexta-feira. 29/05/2020
Facebook Twitter Instagram

CIDADES

TRANSPORTE

Estado protocola plano emergencial para o transporte público

Déficit operacional nos meses de marco de abril no valor de pouco mais de R$ 23 milhões deve ser divididos entre Estado e municípios da Região Metropolitana

19/05/2020 às 12h30


POR Redação

facebook twitter whatsapp

O governo estadual finalizou o plano emergencial para o transporte público coletivo. No documento, o Estado afirma que a crise do coronavírus impactou fortemente o equilibro econômico-financeiro dos contratos de concessão do sistema de transporte e, por isso, reconhece a responsabilidade do poder público em conceder um socorro emergencial.

Os números e as informações apresentados pelas concessionárias foram auditados pela Controladoria Geral do Estado e aprovado pelos demais órgãos de controle, bem como Ministério Público e Defensoria Pública.

O plano propõe várias responsabilidades ao poder público, bem como às concessionárias e à CMTC, além de ter apurado um déficit operacional nos meses de marco de abril no valor de pouco mais de R$ 23 milhões, que devem ser divididos entre o Estado e municípios que fazem parte da região metropolitana e são beneficiados com o transporte público coletivo.

“A proposta feita pelo Estado de Goiás foi desenvolvida para dar uma resposta à população e fortalecer o transporte público coletivo. E reforça a visão, que tem de ser de todos, de que o transporte coletivo é um serviço público, essencial e de direito de todo cidadão e responsabilidade dos governos”, conclui o presidente do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano e Passageiros da Região Metropolitana de Goiânia (SET), Adriano Oliveira.