PUBLI PREFEITURA DE GOIÂNIA CORONA TOPO PREMIUM
Logomarca
Nublado
º
min º max º
CapaJornal
Versão Impressa Leia Agora
Domingo. 12/07/2020
Facebook Twitter Instagram

CIDADES

GOIÁS

Caiado mantém Rodney Miranda na SSP; PC descarta acusações

O secretário estava afastado do cargo desde o polêmico evento em que foi acusado por Jorge Caiado de desviar verba pública e de grampear seu telefone ilegalmente

25/06/2020 às 16h30


POR Redação

facebook twitter whatsapp

Afastado no início do mês por denúncias de corrupção, Rodney Miranda, secretário de Segurança Pública de Goiás (SSP), permanecerá na pasta. A decisão de manter o secretário foi confirmada por Ronaldo Caiado, cujo primo causou polêmica ao ter um áudio vazado acusando Miranda de desvio de verba do Corpo de Bombeiros.

Uma nota do Governo de Goiás divulgada no dia 8 deste mês informou que Miranda havia pedido afastamento do cargo de secretário da Segurança Pública, e assim permanecia desde então. Chamado de “moleque” e “covarde” por Jorge Caiado, que é primo do governador, Miranda também foi acusado por ele de grampear seu telefone ilegalmente e de desviar R$ 1 milhão do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás.

Entretanto, a Polícia Civil concluiu após averiguação que o depoimento e as acusações do primo do governador “não trouxeram nenhum elemento, ou um mínimo indício indicativo dos crimes citados”. Em uma coletiva realizada nesta quinta-feira (25/6), o delegado-geral da Polícia Civil, Odair José Soares, declarou que “no que tange ao recebimento de valores do Corpo de Bombeiro, foi limitado a dizer que apenas ouviu comentários sem declinar ninguém, ou a fonte, ou até mesmo a finalidade dos referidos pagamentos”.

“Com relação a suposta interceptação telefônica ilegal o denunciante argumentou que estava desconfiado que seu telefone estaria interceptado, mas apenas por estar apresentando eco e ruídos”, completou o delegado.

Relembre a crise enfrentada por Rodney Miranda na SSP

No início deste mês, em um áudio vazado, Jorge Caiado, primo do governador de Goiás, acusou Rodney Miranda de ter grampeado seu telefone e de ter desviado verba pública. O, até então, secretário de Segurana Pública, chegou a ser convocado na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) para se explicar.

Na mensagem, Jorge Caiado diz que o secretário da SSP teria desviado o valor de R$ 1 milhão do Corpo de Bombeiros. Além disso, Jorge diz ainda que Rodney teria grampeado seu telefone ilegalmente para investigá-lo.