Logomarca
Nublado
º
min º max º
CapaJornal
Versão Impressa Leia Agora
Sexta-feira. 04/12/2020
Facebook Twitter Instagram

BRASIL

SAÚDE

“Não será comprada”, diz Bolsonaro sobre vacina CoronaVac

Em resposta a usuários do Facebook, o presidente reforçou que o Brasil não comprará a vacina

21/10/2020 às 10h30


POR Redação

facebook twitter whatsapp

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) decidiu cancelar o acordo firmado pelo Ministério da Saúde para comprar 46 milhões de doses da CoronaVac – vacina desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac Biotech contra a Covid-19.

Bolsonaro se manifestou publicamente nas redes sociais sobre a possível compra das vacinas chinesas. Em resposta a usuários do Facebook, o presidente reforçou que o Brasil não comprará a vacina e falou que “qualquer coisa publicada, sem qualquer comprovação, vira traição”.

A decisão do presidente desautoriza o ministro Eduardo Pazuello, que assinou na última terça-feira (20) o protocolo para aquisição das doses da vacina . O acordo previa a disponibilização de crédito de R$ 1,9 bilhão para comprar as vacinas.

Nesta quarta-feira (21) o governador de São Paulo, João Doria tem uma reunião em Brasília com o presidente da Agência  Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antonio Barra Torres. A agência precisa autorizar o registro da vacina para que as doses possam ser disponibilizadas à população.