Logomarca
Nublado
º
min º max º
CapaJornal
Versão Impressa Leia Agora
Segunda-feira. 15/08/2022
Facebook Twitter Instagram

BRASIL

BRASIL

Denunciado por assédio sexual, presidente da Caixa sairá imediatamente, diz jornal

Segundo o jornal O Globo, acordo teria sido fechado entre Bolsonaro e Pedro Guimarães na noite desta terça-feira. Planalto teme abalo eleitoral

30/06/2022 às 11h30


POR Redação

facebook twitter whatsapp

Até então conhecido por ser o frequentador mais assíduo das tradicionais lives de quinta-feira do presidente Jair Bolsonaro (PL), Pedro Guimarães, que é o presidente da Caixa Econômica Federal desde o início do governo, deve deixar o cargo nesta quarta-feira, 29.

A informação foi publicada pelo blog do jornalista Lauro Jardim no jornal O Globo e, segundo a coluna, foi repassada por assessores diretos da Presidência da República.

O motivo está na página dos principais sites de notícia do País: Guimarães é alvo de denúncias de assédio sexual feitas por funcionárias do banco. O caso foi revelado hoje pelo repórter Rodrigo Rangel, do portal Metrópoles, e está sendo investigado pelo Ministério Público Federal (MPF) em caráter sigiloso.

Guimarães e Bolsonaro conversaram esta noite e a decisão foi fechada. Em princípio, segundo relatos do entorno do presidente, Guimarães pedirá demissão para cuidar de sua defesa.

Ainda segundo o blog, assessores do presidente estão atônitos desde a tarde de hoje, quando a história foi revelada, com o potencial de estrago que o caso pode ter na campanha à reeleição, notadamente sobre o eleitorado feminino, que já tem alta rejeição a Bolsonaro.